Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos,,

Da vida não quero muito. Quero apenas saber que tentei tudo o que quis, tive tudo o que pude, amei tudo o que valia a pena e perdi apenas o que, no fundo, nunca foi meu.

Desabafos,,

Da vida não quero muito. Quero apenas saber que tentei tudo o que quis, tive tudo o que pude, amei tudo o que valia a pena e perdi apenas o que, no fundo, nunca foi meu.

Ladainha dos póstumos Natais”

Porque já cheira a Natsl

manel martins, 21.11.21

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que se veja à mesa o meu lugar vazio

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que hão-de me lembrar de modo menos nítido

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que só uma voz me evoque a sós consigo

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que não viva já ninguém meu conhecido

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que nem vivo esteja um verso deste livro

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que terei de novo o Nada a sós comigo

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que nem o Natal terá qualquer sentido

Há-de vir um Natal e será o primeiro
em que o Nada retome a cor do Infinito

 

(David Mourão-Ferreira)

Tudo gira

manel martins, 19.11.21

E47A5A41-04F3-4AD0-9B98-5C5AC906DAEA.jpeg

"Tudo gira,
Neste mundo
Tudo gira,
A lua em redor da Terra,
e a Terra em redor do sol,
E o sol em redor
Seja do que for.
E enquanto a lua gira
Em redor da terra
E a Terra em redor do sol,
E o sol em redor
Seja do que for
A lua, a Terra e o sol giram também
Em redor do eixo que têm.
Tudo gira
Neste mundo
Tudo gira
Que eu gire em redor de ti
Não me admira"

 

 

Porque o amor não é soficiente!!

Saramago,,,

manel martins, 15.11.21

4FB01E24-FAA9-463A-9608-2FB6EF8CE8E9.jpegOamor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoal, e alimenta-se do respeito mútuo. Mas isto não transcende para o colectivo. Já andamos há dois mil anos a dizer isso de nos amarmos uns aos outros. E serviu de alguma coisa? Poderíamos mudar isso por respeitarmo-nos uns aos outros, para ver se assim tem maior eficácia. Porque o amor não é suficiente