Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos,,

Da vida não quero muito. Quero apenas saber que tentei tudo o que quis, tive tudo o que pude, amei tudo o que valia a pena e perdi apenas o que, no fundo, nunca foi meu.

Desabafos,,

Da vida não quero muito. Quero apenas saber que tentei tudo o que quis, tive tudo o que pude, amei tudo o que valia a pena e perdi apenas o que, no fundo, nunca foi meu.

Nada temas

Poema inédito roubado a Beatriz Aquino

M. Martins, 13.01.21

Nada temas

Tudo segue a contento.
O rio em que pisas há de lamber a dor dos teus passos.
Na outra margem dele,
armas vorazes e também mãos amigas.
Porque é preciso equilíbrio.

Não te inquietes.
O vento frio há de soprar pra longe a arrogância dos teus dias ensolarados.
A ausência na noite te ensinará a ternura no próximo toque.

Espera,
agora que a relva seca.
Que as árvores não te dão abrigo.
Que os sorrisos se escondem por trás das máscaras.
Tudo é providência para que teu semblante se torne mais ameno.
E ao atravessar a ponte dos teus dias, acabrunhado e roto, verás que apesar de curvado e porque não dizer um pouco triste,

a serenidade se apossou gentilmente dos teus ossos.
E é então que aprenderás a cantar para o vento.

2 comentários

Comentar post